«

A CONFRARIA PALESTRINA APOIA O MOVIMENTO MORALIZADOR DO FUTEBOL BRASILEIRO

A corrupção é um enorme mal para qualquer estrutura, e no futebol não é diferente. Ela frustra expectativas legítimas, drena e desvia recursos, e gera uma condição em que o mérito esportivo sempre terá peso menor que ajustes e conchavos realizados para atender interesses pessoais. Muito além de ferir a paixão de milhões de torcedores, ela provoca o funcionamento irregular de um mercado que movimenta dezenas de bilhões de reais todo ano. A corrupção é importante num importantíssimo mercado.

Há alguns dias, um grupo de conselheiros do Palmeiras, do São Paulo, do Santos e do Corinthians se reuniram para discutir este tema, e dos debates resultou o manifesto abaixo. Mais que o reconhecimento do mal da corrupção e das suas consequências, o manifesto do “Movimento Moralizador do Futebol” propõe a criação de uma agenda positiva, em que integrantes dos clubes de futebol do Brasil que estejam comprometidos com a luta para tentar diminuir o seu peso e influência neste esporte possam atuar em conjunto, em busca de resultados consistentes e permanentes. Não há, é importante salientar, uma vinculação das diretorias dos clubes, e nem se trata de apontar desvios nesta ou naquela agremiação, em específico: é, isto sim, uma união de pessoas que de certa forma integram a estrutura destas entidades e que desejam dar novos rumos ao futebol brasileiro. Longe de ser um mero capricho, essa correção de rota é essencial para que não acabemos por condenar nosso futebol a ser um reflexo malfeito do esporte praticado nas mais importantes ligas mundiais.

A proposta é avançar com este movimento. Na mesa, já há um projeto de criar uma associação, com fim de reunir esforços, ampliar a base de participantes e assim expandir e auxiliar, no que for possível, as investigações realizadas pelas autoridades competentes. É só o começo, mas já é uma bela batalha: vale sempre muito a pena lutar pelo que é certo. A Confraria Palestrina, assim, apoia o “Movimento Moralizador do Futebol”, e continuará a trabalhar pela transparência, pela ética e pela melhoria do Palmeiras e do futebol brasileiro. Avanti!

Manifesto do Movimento Moralizador do Futebol – MMF

O Ministro da Justiça e Segurança Publica, Dr. Sérgio Moro, encaminhou para a Polícia Federal representação com pedido de investigação sobre indícios de desvios de conduta na gestão dos clubes de futebol brasileiros, que são de conhecimento público.

Esta é uma oportunidade única para mudar uma situação que vem prejudicando o futebol brasileiro há muito tempo.

O Brasil tem deixado de ser a referência no futebol mundial.

O desempenho de nossas seleções, tanto de base como profissional, tem demonstrado a queda do nível técnico do esporte em nosso país.

O acesso à transmissão dos grandes campeonatos estrangeiros de futebol, por sua vez, permite imaginar o que poderíamos ter em nossas competições se conseguíssemos manter nossos talentos jogando em nosso pais.

Essa situação, claro, é consequência de vários fatores, mas a malversação de recursos gerados no futebol é, sem dúvida, uma das principais.

A situação, grave e urgente, demanda a união e ação conjunta das principais forças do futebol brasileiro.

Com esse objetivo, os conselheiros abaixo-assinados do Santos Futebol Clube, do São Paulo Futebol Clube, da Sociedade Esportiva Palmeiras, e do Sport Club Corinthians Paulista reuniram-se na noite de 30 de abril e decidiram, unanimemente criar o “Movimento Moralizador do Futebol – MMF”, com os seguintes objetivos:

1) Manifestar apoio ao procedimento determinado pelo Ministro Sérgio Moro, instaurando o Lava-Jato no Futebol;

2) Agregar nesse movimento todos os conselheiros dos clubes do Futebol Brasileiro que comungam do mesmo objetivo.

3) Consolidar um movimento que visa moralizar o Futebol Brasileiro, pondo fim aos desvios de sua gestão, que são de conhecimento de todos;

4) Buscar resgatar o protagonismo do nosso Futebol, paralisando e evitando sua decadência iminente, se mantidos os rumos atuais.

A grande paixão do brasileiro não pode ser ultrajada por oportunistas e malfeitores.

 

Que venha a “Lava-Bola”, para que o futebol mais vencedor do planeta volte a ser o melhor do mundo.

Link permanente para este artigo: http://confrariapalestrina.com.br/a-confraria-palestrina-apoia-o-movimento-moralizador-do-futebol-brasileiro/

  • Sebastião José Roque

    A moralização do futebol brasileiro só será possível se surgir uma lei regulamentando as associações. Todo clube é uma associação e precisa ter uma lei que a regulamente e proteja. Senão toda associação, como acontece atualmente, será vítima de aventureiros que a dominarão ao seu sabor. Digo isso como advogado especializado no Direito Societário.