«

»

Cadê a reforma estatutária do Palmeiras?

Há quantos anos ouvimos falar sobre a reforma estatutária do Palmeiras?

Se nos remetermos àquele famoso “engavetamento”, lá se vão ao menos uns cinco anos.

A Constituição de 1988, que é a atual carta magna da República Federativa do Brasil, demorou 20 meses para ser elaborada por 558 constituintes entre deputados e senadores. Então, fica a pergunta a qual convido todos que desejam ver um Palmeiras reformado na sua carta magna fazer: Cadê a reforma estatutária do Palmeiras?

Entretanto, esta mesma pergunta nos remete, ainda, a outras, quais sejam: a quem interessaria que esse processo de reforma se arraste assim, por tantos anos? Quem se beneficiaria com esta demora na reforma?

Com certeza não é o Palmeiras, muito pelo contrário. Curiosamente, não existe e nunca existiu, a meu ver não por acaso, um calendário oficial da tão desejada e esperada reforma estatutária.

Alguém já viu algum calendário dessa reforma publicado no site do Palmeiras? Nunca viu, pela simples razão de que ele nunca existiu. Por que ninguém quer estabelecer datas oficialmente?

Em fevereiro de 2017 haverá novas eleições para cadeiras do Conselho Deliberativo do clube, e, tudo nos leva a crer, por mais incrível que possa parecer, que não teremos essa eleição realizada sob a égide do novo estatuto, mesmo decorridos mais de cinco anos de discussões, de idas e vindas.

Querem ganhar tempo e, a todo custo, tentam retardar esse processo de reforma, então, desculpem-me se insisto nas perguntas, que são tantas diante deste silencioso marasmo: quem estaria contribuindo para o retardamento deste processo?

Quem conhece o ambiente politico ainda reinante no Palmeiras não terá dificuldades em identificar que forças são essas. Portanto, fiquemos atentos, cobremos nas alamedas e nas mídias sociais.

Democrática e respeitosamente, devemos exigir as mudanças estatutárias que todos queremos para o Palmeiras.

O Palmeiras não pode esperar mais. Não podemos ter, sob qualquer pretexto, a eleição ao CD, em fevereiro de 2017, com este atual estatuto, arcaico e distante da nossa realidade, do nosso tempo.

VAMOS COBRAR! CUIDADO COM ESTE SILÊNCIO!

Saudações Palestrinas,

Heron de Abreu

Link permanente para este artigo: http://confrariapalestrina.com.br/cade-a-reforma-estatutaria-do-palmeiras/

  • Leandro Vila Nova

    Muito bom guerreiro!