«

»

Coluna do Heron – Reajuste de Mensalidades x Índice de Inflação – Uma Análise Comparativa

A propósito dos recentes aumentos de mensalidades no clube, fizemos uma análise comparativa dos percentuais de ajustes aplicados sobre estas nos últimos quinze anos e dos índices de inflação para o mesmo período. Nesta análise, especificamente, optamos pelo IGP-M (FGV). Veja no quadro abaixo:

Mensalidade Individual

Mensalidade Familiar

Mês/Ano Valor R$

Aumento %

IGPM Período % (*) Valor R$

Aumento     %

IGPM Período % (*)

abr/98

        46,00

-

-

        82,70

-

-

mar/06

        51,00

10,87

128,14

        91,00

10,04

128,14

fev/08

        56,00

9,80

12,92

     100,00

9,89

12,92

mai/09

        70,00

25,00

6,82

     125,00

25,00

6,82

jan/13

        91,00

30,00

25,83

     162,50

30,00

25,83

jan/14

     109,20

20,00

5,67

     195,00

20,00

5,67

Acumulado

137,39

265,90

 

135,79

265,90

(*)http://portaldefinancas.com/igp_m_fgv.htm

Conforme se pode constatar, é notória a perda real da receita do clube social ao longo dos últimos quinze anos. Neste período, os reajustes acumulados totalizaram 137,39% (Individual) e 135,79% (Familiar) contra um IGP-M (FGV) de 265,90%.

Por outro lado, as despesas do clube tiveram seus preços definidos pelo mercado, que via de regra, segue os índices de inflação para sua formação e não raro, os suplantam.

Esses dois fatores levaram o clube social a apresentar, ao longo do período em análise, sucessivos déficits, que impossibilitaram as reformas e os investimentos em sua estrutura que, naturalmente, resultariam em um atendimento bem mais satisfatório aos seus associados.

Desta forma, é imprescindível que a perda de arrecadação observada ao longo desses quinze anos seja recuperada gradualmente.

É evidente que essa recuperação de receitas deva ser concomitante aos cortes de gastos. Torna-se indispensável, também, a identificação dos setores que geram maiores custos ao clube e que não têm trazido o retorno esperado, em especial no que diz respeito ao atendimento e conforto ao associado.

A implantação do sistema SAP (ERP – sistema de gerenciamento de empresa), que ora vem sendo realizada e será uma ferramenta importantíssima na melhoria dos controles internos do clube em seus diversos setores (compras, contratos com prestadores de serviços, estoques, financeiro, etc…), proporcionará aos seus gestores uma clara identificação e controle dos seus maiores custos.

Atingido esse equilíbrio entre as receitas e as despesas, ter-se-á, então, um clube com condições de iniciar uma nova fase de investimentos em sua estrutura e em sua modernização.

Assim, você que é sócio do Palmeiras, não se deixe levar por argumentos que não condizem com a verdade, por oportunismos políticos. Perceba que é hora de compreender, com clareza e responsabilidade, o importante momento pelo qual a nossa Sociedade Esportiva Palmeiras passa.

Uma administração moderna e comprometida com o equilíbrio financeiro do clube poderá, em breve espaço de tempo, trazer grandes benefícios ao clube e, consequentemente, aos seus associados.

É isto que esperamos. Vamos acompanhar.

Saudações,

Confraria Palestrina.

Link permanente para este artigo: http://confrariapalestrina.com.br/coluna-do-heron-reajuste-de-mensalidades-x-indice-de-inflacao-uma-analise-comparativa/

  • Manoel Rodrigues

    Isto sim é um trabalho que o sócio deveria esperar de seus grupos políticos na área social, não apenas se favorecer dos boatos, que são muitos, e usar seus estilingues a esmo. O futebol é muito importante, inclusive na nossa ótica, mas não é tudo. Então fico muito à vontade para dizer que a Confraria Palestrina tem muito a acrescentar na Sociedade Esportiva Palmeiras usando sua principal arma, o amor pelo Palmeiras como um todo!
    Parabéns Heron!