«

Da benemerência e da vitaliciedade

Nesta segunda-feira, dia 25/09/2017, teremos, infelizmente, mais uma reunião extraordinária para eleição de novos conselheiros vitalícios no Conselho Deliberativo do Palmeiras. Há um número de candidatos menor que o número de cadeiras disponíveis, mas não nos atentaremos às pessoas, e sim, ao que representa esta “posição” vitalícia ao conselho.

Vivemos há pelo menos quatro décadas com uma perpetuação de poder de personagem polêmico, ultrapassado e maligno ao clube. Essa força, muito além de convicção, foi estabelecida muito por troca de favores políticos ao se eleger, ou indicar conselheiros para as cadeiras vitalícias do conselho. Uma prática que beira totalmente ao amadorismo.

Alguns adquiriram esta vitaliciedade por meio de muito trabalho e/ou ela foi adquirida por consequência de cargos exercidos no clube, o que acontece no caso da presidência e de seus vices. Porém, a eleição para apenas “ter o direito estatutário” não traz nenhum benefício ao clube.

Essa eleição ajuda a diminuir a oxigenação do conselho deliberativo e, ainda, diminui potencialmente a possibilidade de que pessoas estejam aptas a discutir questões importantes. Foi esta prática que colocou conselheiros que foram contra a Arena, ou que ajudaram a fraudar uma candidatura ao conselho de uma candidata que não poderia participar.

Foi esta força seguida por um ex-presidente que manipulou e perpetuou um “exército não pensante” que nos afundou nos tempos recentes e nos colocou em posição de clube quase falido.

Conselho vitalício é contra a prática da renovação. Ser conselheiro do clube que amamos e poder contribuir de uma forma ativa para defender e buscar os interesses de milhões de Palestrinos é, certamente, uma honra para qualquer um de nós que somos apaixonados por este clube. A Confraria Palestrina é totalmente contra a eleição de conselheiros vitalícios. Não apoiaremos ou votaremos em candidatos que estão pleiteando as cadeiras vitalícias. É importante frisar que não somos contra as pessoas, mas, sim, contra o método em que se aplica a vitaliciedade. Método que permitiu a perpetuação e manipulação de poder por décadas. Aos que prestaram relevantes serviços ao clube, a benemerência – aos sócios, o direito de escolher seus representantes.

Saudações Palestrinas

Link permanente para este artigo: http://confrariapalestrina.com.br/da-benemerencia-e-da-vitaliciedade/